Você está utilizando um navegador desatualizado. Para uma melhor visualização do site HSBC, sugerimos que você utilize um navegador de versão mais recente.

Olá . Você sabia lorem ipsum dolor si amet? Clique aqui e aproveite esta oferta.




Fique atento! Descubra como são as fraudes e saiba como evitá-las.

Fraudes nos Canais Eletrônicos

Phishing

Saiba mais
Phishing

Phishing ocorre quando um fraudador “pesca” informações do cliente e rouba dados sigilosos dos usuários. O phishing pode acontecer de duas formas:

E-mails falsificados: fraudadores enviam e-mails falsos em nome de grandes empresas para atrair a atenção do cliente. Geralmente essas mensagens contêm formulários, links falsos, ou outros arquivos cujo objetivo é roubar informações pessoais do cliente.

Exemplos:

  • Fique atento aos sinais de e-mails falsificados:
  • 1- Contêm erros ortográficos;
  • 2- Possuem links de acesso;
  • 3- Não possuem telefones de contato ou os telefones informados não existem.

Sites falsos: fraudadores criam sites falsos nos quais copiam as informações e recriam o mesmo layout do site original de grandes empresas, desta forma, efetuam roubo de dados de acesso do usuário. Em alguns casos, os fraudadores utilizam sites de busca para gerar anúncios de sites falsos.

Note que ao pesquisar o nome "HSBC" na ferramenta de busca, o segundo resultado apresentado é um site falso. Não caia nessa! Para acessar o site do HSBC digite o endereço www.hsbc.com.br no navegador.

Observe nos exemplos abaixo que apesar das páginas serem aparentemente legítimas, os endereços dos sites não correspondem ao endereço oficial do HSBC (www.hsbc.com.br).

Malware

Saiba mais
Malwares

Malwares são programas desenvolvidos por fraudadores com o objetivo de coletar informações pessoais e senhas. Esses programas geralmente são instalados sem o conhecimento do cliente por meio da execução de mídias removíveis contaminadas (pen drives, HDs externos, etc.), páginas falsas, e-mails com arquivos anexados ou no compartilhamento de informações com outros computadores.

Modem infectado

Saiba mais
Modem infectado

Modem infectado é um tipo específico de phishing (pesca de informações), onde o fraudador redireciona a navegação do cliente para sites falsos. Neste caso, quando você tenta acessar um site legítimo, o navegador Web é redirecionado para uma página falsa.

A contaminação ocorre por meio da execução de mídias removíveis contaminadas (pen drives, HDs externos, etc.), páginas falsas, e-mails com arquivos anexados, ou no compartilhamento de informações com outros computadores.

Engenharia social

Saiba mais
Engenharia social

É uma modalidade cada vez mais comum, na qual fraudadores se aproveitam da confiança de clientes para terem acesso a informações sigilosas como senhas e número de cartões. O Engenheiro Social é um fraudador extremamente persuasivo e bem preparado. Quando entram em contato, os clientes realmente acreditam que estão conversando com o funcionário da empresa que dizem ser. Sem perceber, os clientes fornecem senhas, Token, e nem desconfiam que estejam sendo alvo de fraude.

Com posse dos dados sigilosos fica fácil para que estes fraudadores realizem saques na boca do caixa, solicitem novos cartões ou efetuem transferências (DOCs/TEDs) em nome do cliente.

Fraudes com Cheques

Clonagem ou montagem de cheques

Saiba mais
Clonagem ou montagem de cheques

Tome cuidado ao emitir cheques!

Cheques podem ser clonados mesmo que o talão não tenha sido furtado ou extraviado. Como o cheque pode ser repassado a várias pessoas, existe o risco de cair nas mãos de um fraudador.

Com posse do cheque, os fraudadores conseguem clonar um talão inteiro, adicionam nas folhas de cheques falsos a mesma sequência da numeração, bem como a assinatura do cliente.

Alteração de cheques

Saiba mais
Alteração de cheques

Fique atento ao preencher cheques!

Fraudadores conseguem alterar informações de cheques devido a falhas no preenchimento. Costumam ainda distrair sua vítima para que ela não se atente aos detalhes de preenchimento do cheque.

O erro mais comum no preenchimento são os espaços vazios, principalmente na informação de valores. Esse tipo de erro pode permitir que um cheque de R$ 100,00 seja descontado por R$1.000,00. Além disso, fraudadores podem também emprestar canetas que contêm uma tinta removível, permitindo com que as informações sejam alteradas.

Fraudes em Cartões

Observe os dispositivos de leitura do cartão. Fraudadores instalam equipamentos sobrepostos aos caixas automáticos ou terminais de pagamentos de lojistas, com o objetivo de copiar dados dos cartões. Desta forma, roubam as senhas do cliente e realizam diversas transações.

Fraudes em Caixas Automáticos

Existem diversas fraudes que envolvem a instalação de dispositivos sobrepostos aos caixas eletrônicos. Estes dispositivos têm como objetivo reter cartões no caixa, clonar cartões ou até mesmo roubar senhas do cliente. Além do uso de dispositivos, fraudadores costumam abordar o cliente oferecendo ajuda, desviando a sua atenção para aplicar a fraude.

Fraudes com Boletos

As adulterações de boletos são bem específicas do mercado brasileiro. Fraudadores se aproveitam dos boletos que não possuem o registro do beneficiário para adulterá-los e desviar o dinheiro para outras contas.

No exemplo abaixo, o boleto foi alterado por meio de um Malware, programa desenvolvido por fraudadores, que trocou o número 399 do HSBC pelo número 0339, correspondente a outro Banco.

Dicas

Você pode identificar o Banco emissor pelos três primeiros números da linha digitável do boleto (numeração do código de barras do boleto). Para consultar o Banco da linha digitável, acesse o site da FEBRABAN no link: http://www.buscabanco.org.br/AgenciasBancos.asp

Boleto pago e não processado

Caso tenha efetuado o pagamento de algum boleto e notou que a linha digitável do comprovante de pagamento não é igual à linha do boleto original (numeração do código de barras do boleto), ou o pagamento não foi processado (não recebido pelo cedente), siga as instruções abaixo:

1º passo: Certifique-se em qual instituição bancária o pagamento do boleto foi realizado.

  • Se o pagamento foi realizado no HSBC ou;
  • Se é um boleto emitido pelo HSBC que foi pago na Caixa Econômica Federal ou em seus correspondentes bancários (lotéricas ou farmácias).

* Para saber se o boleto foi emitido pelo HSBC, os três primeiros números da linha digitável (código de barras) devem ser 399.

2º passo: Entre em contato com o Meu HSBC Telefone e registre sua solicitação. Você receberá orientações de como proceder.

Nos demais casos, proceder conforme abaixo:

  • Caso o pagamento tenha sido realizado no HSBC e o banco emissor do boleto for a Caixa Econômica Federal, procure diretamente o banco credor (Caixa Econômica Federal) para solicitação de reembolso. A Caixa Econômica Federal possui outros procedimentos para atendê-lo;
  • Nos demais casos, você deverá procurar a instituição financeira onde o boleto foi pago para solicitar a análise e reembolso.

Documentos necessários

Documentos necessários a serem enviados após contato no Meu HSBC Telefone:

3º passo: Você deverá imprimir o formulário abaixo e preenchê-lo com todos os dados solicitados.

  • Acesse o formulário de solicitação de análise para pagamento não localizado de boleto;
  • Preencha corretamente as informações de e-mail, telefones e o número do protocolo informado no atendimento telefônico, pois o retorno da solicitação será baseado nestas informações.

4º passo: Encaminhe o formulário para o e-mail fraude.boleto@bradesco.com.br com a cópia do seu CPF, RG ou CNH, cópia do boleto original, cópia da segunda via do boleto (caso o boleto tenha sido atualizado ou reemitido) e cópia do comprovante de pagamento.

  • Caso não seja possível enviar os documentos por e-mail, procure uma agência HSBC e entregue os documentos solicitados ao Gerente de Relacionamento do HSBC;
  • É importante que todos os documentos e o formulário sejam enviados corretamente dentro do prazo de 5 (cinco) dias úteis. Caso contrário, não será possível realizar a análise e o processo será encerrado.

Acesse nossa página de atendimento clicando aqui.

Fraudes na central Meu HSBC Telefone

Suas informações são valiosas! Não deixe que os fraudadores tenham acesso a elas!

As fraudes no Meu HSBC Telefone ocorrem por meio da captura de informações do cliente, seja por e-mail ou por sites falsos. Com estas informações, os fraudadores entram contato com a central utilizando nome do cliente.

Outra fraude conhecida no mercado é o uso de dispositivos para a identificação de senhas óbvias dos clientes. O mecanismo utiliza dados como data de nascimento, CPF e RG para testá-los como senha de acesso na central Meu HSBC Telefone.

Fraudes em redes sociais

Fraudadores utilizam informações disponíveis em redes sociais e se passam por HSBC através de perfis falsos para aplicar golpes.

As redes sociais se tornaram uma ferramenta de comunicação essencial nos dias de hoje, tanto para pessoas como para empresas. Entretanto, o excesso de exposição, sem os devidos cuidados, pode colocar em risco a sua segurança física e até mesmo a sua conta bancária.

Esta é uma nova modalidade de fraude onde são capturadas informações como fotos, localização, dados pessoais e profissionais, informações de relacionamentos e são utilizadas para aplicação de golpes.

Como funciona:

Os fraudadores coletam informações de vítimas potenciais, tentam entender qual a rotina destas pessoas (aonde vão, com quem andam, onde moram, em qual banco possui conta, padrão de vida, etc.), buscam fragilidades em suas rotinas e depois aplicam golpes ou assaltos.

Após obter estas informações, os fraudadores entram em contato com a vítima para coletar informações bancárias. Para isso, utilizam o poder de persuasão para aplicar o golpe conhecido como Engenharia Social, podendo se passar por um funcionário do banco ou qualquer outra empresa que a vítima possui relacionamento.

Estas informações também podem ser utilizadas para colocar em risco a segurança física da vítima ou de seus bens, por meio de sequestros, assaltos, furto, pedofilia, entre outros.

Saiba mais sobre alguns cuidados que você poderá adotar para se prevenir contra esse tipo de golpe:

  • Configure as opções de privacidade e limite a visualização de suas informações pessoais em suas redes sociais;
  • Cuidado com o conteúdo publicado em sua rede. Fotos ou mensagens podem ter sido capturadas antes da exclusão do conteúdo e podem ser utilizadas de forma indevida. Além disso, fraudadores podem utilizar essas informações para praticar golpes;
  • Evite mencionar as suas rotinas ou dados pessoais como data de nascimento, endereço residencial, parentesco e número de telefone. Essas informações podem ser utilizadas por fraudadores para praticar golpes;
  • Tenha cuidado ao clicar em links desconhecidos, mesmo que recebidos de amigos, alguns deles podem te levar a páginas falsas ou instalar um Malware em seu computador, tablet ou celular;
  • Reflita sobre algumas mensagens que você recebe. Criminosos podem usar contas invadidas ou perfis falsos, em nome de empresas ou pessoas, para oferecer ajuda ou até mesmo marcar encontros;
  • Após a utilização da rede social, sempre faça o logoff (clique em "Sair").

ATENÇÃO: Caso necessite entrar em contato com o HSBC, utilize sempre os Canais de Relacionamento oficiais disponíveis.


  • Meu HSBC Telefone: Grandes Centros: 4004-4722 | Demais: 0800-703-4722
  • SAC: 0800-729-5977 | Deficientes Auditivos: 0800 701 5934
  • Ouvidoria: 0800-701-3904
  • Sobre o HSBC
  • Mapa do Site
  • Segurança
  • Politica de Privacidade
  • Termos de Uso
  • © HSBC Bank Brasil S.A. - Banco Múltiplo - Todos os direitos reservados.
  • CNPJ/MF n° 01.701.201/0001-89, com sede na Travessa Oliveira Bello, 34, Curitiba/PR.
  • HSBC Bank Brasil S/A - Banco Múltiplo, HSBC Serviços e Participações Ltda. e suas controladas agora são parte da Organização Bradesco.

Fique atento!
Phishing